Tamanho de letra 


O objectivo da Associação é sensibilizar os homens para a necessidade de um exame periódico da Próstata a partir dos 45/50 anos de idade

A Prevenção Precoce é muito importante na Detecção e Tratamento com Sucesso do Cancro na Próstata

Não deixe para mais tarde! Por favor!

 


 


Casa dos Marcos abre portas à comunidade a 16 de Fevereiro

A Raríssimas – Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras celebra a 16 de fevereiro o Open Day, abrindo as portas da Casa dos Marcos à comunidade. Pelo terceiro ano consecutivo, os coordenadores das diversas valências existentes na Casa dos Marcos e os nossos doentes raros, partilham com a comunidade as suas experiências e know-how!

Assim, entre as 10:00 e as 19:30 h terá a oportunidade de visitar e ficar a conhecer a dinâmica deste espaço que, diariamente, acolhe Meninos Raros de Norte a Sul do país! Neste dia, os responsáveis pelas diversas valências da Casa dos Marcos estarão disponíveis não só para responder a todas as questões que pretenda colocar mas também para fazerem visitas guiadas às instalações desta casa, única no mundo.

Casa dos Marcos
Rua D. Manuel I, 6 - 2860-319 MOITA

 


Hiperplasia Benigna da Próstata

A Hiperplasia Benigna da Próstata no programa da RTP1 "Diga Doutor", transmitido no dia 7 de Janeiro, com a participação do médico urologista Frederico Ferronha e Joaquim da Cruz Domingos Presidente da Associação Portuguesa de Doentes da Próstata.

 


O Cancro da próstata é o primeiro cancro mais diagnosticado nos homens
Conheça os fatos e tome uma atitude precoce

O que é cancro da próstata?

A Próstata é uma glândula que faz parte do aparelho reprodutor do homem, contribuindo para a formação da testosterona e do esperma. É constituída por um corpo do tamanho de uma castanha com o peso aproximado de 20 gramas na fase de jovem adulto, que se situa na parte inferior da bexiga e se dispõe, em anel, contornando o canal uretral, com comunicação com os testículos. .O cancro da próstata ocorre quando algumas das células da próstata se reproduzem muito mais rápido do que o normal, resultando em um tumor. Se não for tratado, as células do cancro de próstata podem eventualmente espalharem-se e invadir partes distantes do corpo, particularmente os ossos, produzindo tumores secundários em um processo chamado de metástase.Um dos aspectos mais preocupantes da doença é que a maioria dos cancros da próstata desenvolvem-se sem sintomas nos estágios iniciais.

Por isso, siga o nosso conselho: a partir do 45/50 anos de idade faça um exame anual á sua próstata ou no mínimo o teste PSA. Informe-se junto do seu médico.

 


De Mulher para Mulher

O Homem que sofre de doença da próstata vê-se afectado numa parte muito sensível do seu corpo e como se isso não fosse suficiente, essa parte fica numa zona intrinsecamente ligada à condição masculina.

Na esmagadora maioria dos casos, as Mulheres mais próximas de doentes da próstata – esposas, companheiras, filhas, amigas – acabam por sofrer em conjunto com o Homem os maus momentos decorrentes dalguma doença na próstata.

 


O cancro da próstata

Texto resumido do original em tradução livre de um artigo da autoria da Dra. Lara Bellardita e da Dra. Julia Menichetti, publicado na Europa Uomo Newsletter "Did you Know?" de Março de 2016.


Cuidados paliativos para doentes com cancro da próstata

Resumo em tradução livre de um artigo retirado da secção de informações ao público do site da EAU - European Association of Urology.


Cancro da Próstata

Entrevista no programa "Manhã CM", na CMTV
9 de Outubro de 2013

Entrevista com Luís Corte-Real da Associação Portuguesa de Doentes da Próstata e com o Urologista, Sérgio Santos.

Se tiver dificuldades em ver o vídeo
por favor utilize o Internet Explorer

   

Novos tratamentos em oncologia

Dia 22 fevereiro, às 17h00, no anfiteatro do IPO de Lisboa, um tema desafiante, que tem estado na ordem do dia na comunicação social e nas redes sociais: «novos tratamentos em oncologia». Nuno Miranda, médico na Unidade de Transplante de Medula do IPO e Coordenador do Programa Nacional para as Doenças Oncológica vai apresentar a próxima sessão informativa para doentes, familiares e amigos. A moderação está a cargo de Lúcia Monteiro, médica na Unidade de Psiquiatria do IPO de Lisboa. Contamos com a sua presença!

 


Estudo recomenda tomate para prevenir cancro da próstata

Homens que consumirem regularmente mais de dez porções de tomate por semana podem reduzir em 20% os riscos de câncer de próstata, indicou um estudo feito por pesquisadores britânicos.

O estudo, realizada em colaboração entre as universidades de Cambridge, Oxford e Bristol, analisou a alimentação e o estilo de vida de cerca de 20 mil britânicos com idade entre 50 e 69 anos.

Os pesquisadores verificaram que aqueles que consumiam mais de dez porções de tomate por semana – na forma de saladas de tomate fresco ou sumo de tomate, por exemplo – reduziram em 18% o risco de cancro de próstata.

Aqueles que consomem cinco porções de frutas e legumes - ou mais - por dia podem diminuem em 24% o risco de apresentar a doença no futuro, em comparação com homens que comem duas porções e meia desses alimentos ou menos, indicou a pesquisa.

O cancro da próstata responde por 15% dos cancros que afetam os homens, segundo a Rede Global do Fundo Mundial de Pesquisa contra o Cancro (WCRF International, em inglês). Só em 2012 foram registrados mundialmente 1,1 milhão de casos, o equivalente a 8% de todos os casos, informa a organização.

Para prevenir a doença, os especialistas recomendam uma dieta balanceada, com ênfase em frutas e legumes, e pouca ingestão de gordura, sal e carne vermelha ou industrializada.
O estudo britânico indicou que no caso específico do tomate, os benefícios em termos de propriedades anti-cancerígenas podem vir do licopeno, um antioxidante que pode proteger o organismo contra danos nas células e no DNA.

"Nossas descobertas sugerem que os tomates podem ser muito importantes para a prevenção do cancro", disse Vanessa Er, da Escola de Medicina Social e Comunitária na Universidade de Bristol.

Ela acrescentou que "os homens também devem comer uma grande variedade de frutas e vegetais, manter um peso saudável e fazer exercício com frequência".

Os autores do estudo pesquisaram dois outros componentes ligados ao cancro da próstata: o selénio, presente em alimentos a base de farinha, como pão e massa, e o cálcio, encontrado em produtos lácteos como o leite e o queijo.

Homens que ingeriram a quantidade ideal desses três componentes na dieta tiveram risco mais baixo de apresentarem cancro de próstata, disseram os pesquisadores.

Vanessa Er recomendou "estudos mais avançados" para confirmar estas constatações, especialmente na forma de testes clínicos.

 


Uma noz dura para partir!

A Próstata de um homem pode ser tão pequena como uma noz, mas isso não significa que deve ser ignorada!

Estima-se que um em cada sete homens enfrentará alguma forma de cancro de próstata ao longo de sua vida. A maioria desses cancros de próstata são de baixo risco, evoluindo lentamente e raramente necessitando de tratamento ou mesmo tornando-se fatal. No entanto, os cancros de médio e alto risco requerem atenção imediata assim que forem descobertos. O tratamento precoce é essencial antes de o cancro progredir em metástase, o que pode ter consequências fatais. Estas formas precoces de cancro muitas vezes podem não ter sintomas, por isso é essencial ser vigilante. Todos os homens a partir de 45 anos devem falar ao seu médico sobre um teste de sangue chamado PSA. O resultado deste simples teste pode fornecer indicação da saúde da próstata e se mais testes são necessários.

 


Informações ao público no site da Associação Portuguesa de Urologia

As patologias que podem surgir nos homens adultos relacionadas com a próstata podem ir desde uma infecção local, que na maioria dos casos pode ser facilmente tratada até uma situação bem mais grave como o cancro, que normalmente precisa de cuidados médicos especializados tais como os de urologia, oncologia e radiologia que são os mais comuns. A procura de informações na Internet sobre as doenças na próstata tem vindo a aumentar, em resposta ao esforço que a nossa Associação e outras entidades têm desenvolvido para chamar a atenção dos homens acima dos 40 anos de idade para a necessidade premente de fazerem regularmente um exame específico à próstata junto do seu médico de família ou outro. Está amplamente provado que o diagnóstico precoce (bem no início do problema) do cancro na próstata pode conduzir a um tratamento com sucesso na maioria dos casos. Ao contrário, o diagnóstico tardio do cancro na próstata pode dificultar muito o seu tratamento e cura, sendo frequentemente a razão dos óbitos provocados por esta doença.

Para corresponder a essa necessidade crescente de informações a APU – Associação Portuguesa de Urologia, desenvolveu um conjunto de informações de acesso e leitura fácil e compreensível ao publico em geral. Recomendamos vivamente a sua consulta através do site www.apurologia.pt